Segurança em tempo de pandemia

Como sempre comento nos informativos sobre segurança, os meliantes estão sempre desenvolvendo artimanhas para tentar ludibriar a boa-fé das pessoas, isto vemos em praticamente várias situações.

Nestes tempos já difíceis para nós, síndicos, cujos problemas internos de relacionamento, conflitos, etc., se intensificaram em função do isolamento social, ainda temos que nos preocupar com as tentativas de invasão em nossos condomínios.

Pesquisando em diversos sites sobre este assunto, trago abaixo um apanhado da situação relatada em São Paulo, que pode nos ajudar a melhorar nossa segurança.

Observaram que o número de ocorrências na pandemia cresceu muito, tal situação também foi verificada em Curitiba, pela empresa de segurança Alcatraz que é responsável pelo monitoramento do condomínio comercial que administro.

O último boletim que a Alcatraz emitiu mostra que a empresa registrou neste período de pandemia um número de ocorrências (sinistros) maior que nos últimos 10 anos!

Na pesquisa realizada, percebemos que a nova modalidade de golpe cometido utiliza o medo que a doença (Covid-19) causa na população para invadir condomínios e assaltá-los.

Para minha surpresa, os bandidos estão bem mais ousados se passado por falsos agentes de saúde, chegando ao ponto de disseminarem links em grupos de redes sociais com o nome de hospitais renomados e informam que testes domiciliares ou vacinas para combater a pandemia do Coronavírus estão disponíveis.

A ousadia leva os mesmos a pedirem os dados pessoais como nome, telefone e endereço para aplicação do teste/exame. Após o falso cadastramento, surge uma mensagem informando que, em breve, uma equipe profissional entrará em contato para fazer a coleta do exame ou aplicar a vacina.

Com os dados da pessoa, os criminosos vão até a residência se passado por funcionários da Vigilância Sanitária, Ministério ou Secretaria da Saúde, Hospitais, Laboratórios etc., alegando se tratar da equipe de saúde acionada, deste modo praticam os assaltos.

Importante as pessoas se concretizarem que não devem passar informações pessoais para estranhos e sempre checarem estas fontes que oferecem benesses de forma tão fácil.

“Faça uma pesquisa para descobrir sobre a existência de procedimentos domiciliares de saúde e atente-se se as informações encontradas são de fonte confiável (site oficial). Além disso, jamais divulgue dados pessoais como endereço e documento a sites suspeitos antes de confirmar as intenções da página.”

No próximo informativo vou falar um pouco sobre os golpes envolvendo entregas e prestação de serviço e de que modo podemos nos prevenir dos golpes em condomínios.

*Artigo de João Bosco Rebello, síndico profissional e consultor